terça-feira, 12 de novembro de 2019

História e Educação - Atenas, na Antiga Grécia


Imagem relacionada
Olá, suplementistas literários de plantão. Hoje continuaremos a nossa série de História e a Educação, mostrando a maravilhosa Atenas, na Antiga Grécia.

Diferente de Esparta, Atenas dava importância tanto a educação física quanto a educação intelectual. Desde o século VI a.C, os sábios discutiam a filosofia e a ciência. Foi em Atenas que surgiram as primeiras preocupações da formação intelectual do homem, com a Paideia propriamente dita.

A educação da criança até os sete anos de idade ficava nas mãos da família que as entregava aos cuidados de amas e escravos, diferente das mães espartanas que se encarregavam de educar seus filhos durante essa fase. Após os sete anos, as meninas continuavam sob os cuidados maternos, dedicando-se aos afazeres domésticos. Os meninos iniciavam a educação física, a musical e a alfabetização.

Observação: a educação em Atenas, apesar da grande importância que lhe era atribuída, não era obrigatória nem gratuita, fazendo com que poucos conseguissem a ela ascender.

Em Atenas, os meninos eram iniciados ao universo educacional sempre acompanhados de um escravo, o pedagogo, que o orientaria em suas primeiras atividades intelectuais. A partir dos 13, eram encaminhados aos ginásios onde recebiam uma cultura física, musical e literária. Dos 16 aos 18 anos, a educação do jovem tomava uma dimensão cívica de preparação militar. O ensino superior apareceu posteriormente, com os sofistas e os filósofos, como Sócrates, Platão e Aristóteles.

Conseguimos perceber, então, uma grande diferença na educação nas duas principais cidades-estado da Antiga Grécia. Claro que não podemos colocar tudo o que elas englobavam, mas temos uma pequena ideia de como era a educação na Antiga Grécia.

O assunto, porém, ainda não acabou. No próximo post, veremos qual a importância da Mitologia na Grécia Antiga. Nos vemos lá!

Por Vanessa Elisa

Nenhum comentário:

Postar um comentário